Elefante esmaga treinador até a morte após ser agredido com vara de bambu na Índia!

Elefante esmaga treinador até a morte após ser agredido com vara de bambu na Índia!

Um elefante esmagou seu treinador até a morte, após ser agredido com uma vara de bambu, na última quinta-feira, no safári Kerala Farm, um centro turístico em Idukki, no sul da Índia.

Drone flagra criança mergulhando com quatro tubarões.
22% dos brasileiros vivem abaixo da linha da pobreza, diz estudo.

CHOCANTE
⚠Um elefante esmagou seu treinador até a morte, após ser agredido com uma vara de bambu, na última quinta-feira, no safári Kerala Farm, um centro turístico em Idukki, no sul da Índia.
O animal, que pode pesar quase uma tonelada, derrubou o treinador antes de pisoteá-lo.

Nas imagens, é possível ver , o treinador, batendo nas pernas do elefante Lakshmi, de 53 anos, e dando comandos, na tentativa de posicioná-lo para que um turista pudesse passear sobre o animal.
Em avaliações na internet, turistas avaliam mal o estabelecimento, sob a queixa de que os elefantes estariam exaustos, carregando turistas de manhã até a noite.

Um comentário deixado por um visitante em um site de viagens afirma que, quando esteve no local, havia apenas um elefante disponível para o passeio e dezenas de turistas aguardando.
“Ele estava muito cansado, muito patético esses humanos sem humanidade”, escreveu o turista.

Os elefantes mantidos no safári Kerala Farm não são registrados no Animal Welfare Board of India, uma certificação necessária para animais submetidos a trabalhos relacionados ao entretenimento.
O documentário indiano “Gods in Shockles”(em tradução livre, “Deuses Acorrentados”), gravado pelo cineasta Sangita Iyver há nove anos, conta a história da elefante Lakshmi.
Segundo o relato, ela vivia em um templo, até que foi espancada por seu treinador porque comia vegetais. As agressões a deixaram cega um olho.

Uma investigação foi iniciada contra o parque safári de elefantes, que foi fechado após ordem urgente do Departamento Florestal.
Segundo relatos locais, AH Jalaludin era o proprietário do elefante. No entanto, PK Raveendran é o resonsável pela fazenda.
As autoridades alegaram que o encerramento do parque era necessário. Além de possibilitar a investigação de quaisquer potenciais violações dos regulamentos relativos aos safáris de elefantes.

COMMENTS

WORDPRESS: 0